Tokio Hotel: A Odisséia de duas fãs italianas em Tóquio

Tokio Hotel: A Odisséia de duas fãs italianas em Tóquio

0 Flares 0 Flares ×

Tokio Hotel: A Odisséia de duas fãs italianas em Tóquio
“Você não entenderia” É a frase que, pelo menos uma vez na vida, todos os fãs já disseram.
Pode se tratar de ator, um cantor, um atleta, um artista de outros gêneros. Pra quem não vive a mesma paixão, fica dificil entender a motivação interior que leva muitos a gastar dinheiro em shows, a esperar por horas no sol ou chuva, para chorar por uma imagem, e se emocionar com algumas poucas palavras.
“Você está louco” é a frase que, pelo menos uma vez na vida, um amigo de um fã já disse, apertando os olhos, a ouvir as histórias das experiências passadas – porque queria vê-los.
Provavelmente os amigos de Manola, Clarissa e Caitlin simplesmente ficaram de boca aberta quando ouviram elas anunciarem: “Eu estou indo para Tóquio por causa da minha banda favorita” Tokio Hotel. A primeira visita da banda para o Japão não era apenas para os fãs orientais, mas para aqueles ao redor do mundo. Seria a ironia da situação: Os Tokio Hotel finalmente chegam em Tóquio, a cidade que colocaram em seu nome, que parecia um objetivo distante, quase inatingível. Seria uma espécie de fanatismo orgulhoso: para os fãsque veneravam estar em uma etapa similar a de seus ídolos?
Continuando por caminhos diferentes, desde as ruas de Milão “Manola e Clarissa” e dos EUA “Caitlin” chegaram na cidade japonesa e foram muito amáveis em nos contar sobre sua aventura.
As italianas e Saki
“Eu não sei o que me levou a viajar, na verdade já havia reservado uma semana antes do showcase, porque o meu instinto me fez fazer isso. Comecei com a expectativa de vê-los no aeroporto ou pelo menos fora do hotel. A esperança de entrar no showcase era minima, e cada vez mais diminuía com o passar das horas.” Assim diz Manola, 24, que junto com Clarissa voou em 12 de Dezembro. “À noite eu dormi muito agitada. Chegamos em Tóquio as 9, muito cansadas, Clarissa teve uma febre, mas mesmo assim esperamos a tarde toda pela chegada dos gêmeos. Na verdade, eles chegaram a 18 [pm .], tão belos como o sol, sorridentes e felizes. Também pararam para tirar algumas fotos e dar autógrafos “No dia seguinte, eles se juntaram outros fãs na Europa:. Ginger e Delphine, francêses, Sofie, sueca e Ioli, grega. Quem acabaram apelidadas de European Team. “Sim, criamos uma relação bonita, Ginger também dividia o quarto com a gente! E na maioria das vezes ficamos por aí juntos.”
Quando chegou no dia seguinte foi um “fracasso” em todos os aspectos. Decidimos ir para Yokohama, onde eles deveriam dae uma entrevista de rádio. A meio caminho entre Tóquio e Yokohama temos uma mensagem de Ioli, que nos disse que não havia nada no programa. Voltamos para Tóquio, na tentativa de pedir entradas para o showcase, mas, apesar das lágrimas e súplicas não conseguimos. Nossa idéia era passar nos estúdios da MTV, mas não havia ninguém, e diziam que os rapazes estavam em Shibuya, mas não os encontramos.”
No dia seguinte, porém, foi a vingança. Manola e Clarissa deixaram Milão sem bilhetes para o mini-concerto, já haviam anunciado os vencedores. Foram para o local, o Akasaka BLITZ, a tempo de cumprimentar Bill, que estava entrado, em seguida, voltaram para a entrada, na esperança de encontrar alguém com alguns ingressos extras.
“Eu vi uma menina com uma entrada na mão, dizendo: Tokio Hotel e alguma coisa em japonês. Acreditando que ele estava vendendo a entrada, me aproximei dela e perguntei, mas ela também estava querendo um. Cerca de uma hora mais tarde, esta menina me encontrou de novo dizendo que descobriu uma fã com mais … Então ele olhou para a entrada e me disse para ir lá e explicar com minhas mãos, para tornar mais fácil a compreenção em vez de perguntar em Inglês (eu não consigo quase nada). Depois de uma hora, sem resultados, três meninas se aproximaram de mim …. Uma perguntou se eu queria entrar, eu disse que sim e me disse que ela e seu amigo tinha um convite para duas pessoas cada, mas elas não estavam com mais ninguém e sobrava dois lugares … Você não pode imaginar o alívio e a alegria que senti naquele momento: a céu aberto, com lágrimas nos olhos perguntando mil vezes se era uma brincadeira ou se iam mesmo me deixar entrar com elas…
Elas foram muito simpáticas e estavam felizes por ter feito algo bom para oduas italianas que foram para Tóquio para ver o Tokio, mesmo sem qualquer certeza. ”
Saki, uma japonesa de 18 anos foi quem convidou Manola e Clarissa para ir com ela e sua amiga, e falou bem do seu primeiro encontro cara a cara com a banda. “Eu sou fã há poucos meses, mas agora eu ouço suas músicas todos os dias. Foi um sonho, não sei se era verdade ou se foi minha imaginação. Bill foi ótimo, todo mundo foi muito enérgico e muito simpático com os fãs. “Fiquei muito feliz! Demorou um pouco para me acalmar. ”

O Showcase
O Blitz logo ficou cheio de fãs. Projetaram alguns vídeos em Inglês, e aem seguida uma breve introdução do apresentador. Então começou o show com um set que incluiu Noise, Human Connect to Human, World Behind My Wall, Screamin ‘, In Your Shadow, Dogs Unleashed, Automatic, Durch Den Monsun e Darkside Of The Sun “. “Obviamente houveram uma grande quantidade de pausas, como quando Bill apresentou a banda, definindo Tom como “seu irmão” fingindo desprezá-lo, como de costume, ou quando saiu com um “Não posso crer: que os Tokio Hotel estão aqui, dormindo durante estes dias em um hotel em Tokio!” A música continuou após uma breve entrevista e por fim, todos foram pra casa.
“Caminhamos nas nuvens de volta ao hotel, ainda incrédulas do que tínhamos feito e com medo de que na manhã seguinte, acordassemos, percebendo que foi apenas um sonho ….”
No dia seguinte, as crianças foram, e Manola e Clarissa foi ao aeroporto para vê-los fora. Então, finalmente, eles mereciam um dia de passeio em Tóquio.
No dia seguinte os rapazes foram embora, com três dias de bloqueio em Charles de Gaulle, por causa da neve que bloqueou o aeroporto.
É difícil escolher qual seria a lembrança mais bonita … “Tudo… para poder vê-los, especialmente no showcase, os momentos passados com os outros, as luzes acesas do alto de Tóquio foi como um encanto E a menina japonesa nos deixar ir com ela…. Eu ainda não consigo acreditar! ”
E a fã Manola disse: “Em primeiro lugar, enquanto os rapazes esperavam no aeroporto, parecia que alguns olhavam para nós de forma estranha. Mas no dia do showcase observei as mesmas meninas, agora mostrando vontade e curiosidade em saber de onde vinha. Durante o show, muitos estavam curiosos para saber de onde viemos e se fomos para o Japão apenas pelo Tokio Hotel. E eu estava sempre sorrindo! O único “pecado” é que conhecem pouco as canções em Alemão. ”
“Os Tokio Hotel são tudo para mim. Eu sei que soa exagerado, mas eu percebi que eu possa programar minha vida de acordo com seus compromissos. Simplesmente eu não consigo sem eles, agora eles e a sua música tem me acompanhado por mais três anos e são a maior paixão que eu tive na minha vida. Quando eu escuto me sinto bem, e assistindo um concerto me sinto muito melhor. Eles me dão emoções que as pessoas não têm sido capazes de me dar, então os agradeço muito.”

Fonte X
Gry Kaulitz

30.04 Londres, Inglaterra

02.05 Bruxelas, Bélgica

26.04 Frankfurt, Alemanha

27.04 Arnhem, Países Baixos

29.04 Colônia, Alemanha

01.05 Stuttgart, Alemanha

02.05 Milão, Itália

04.05 Barcelona, Espanha

__________________________________________
(+) VEJA TODOS OS SHOWS DA TURNÊ
HOST BY FLAUNT NETWORK | DMCA | PRIVACY POLICY