[ENTREVISTA] Bill e Tom Kaulitz para TVDigital: “Estamos planejando uma turnê pela América Latina em 2024”

[ENTREVISTA] Bill e Tom Kaulitz para TVDigital: “Estamos planejando uma turnê pela América Latina em 2024”

Os gêmeos Kaulitz estreiam finalmente no The Voice Germany no dia 21 de Setembro, e eles deram uma entrevista exclusiva para o site TVDigital.de, falaram sobre sua vida, The Voice e os planos para o ano que vem que inclui uma turnê pela América Latina!

Exclusivamente Bill e Tom Kaulitz: “Queremos ser detetives ‘Tatort’!”

Os gêmeos dos “Tokio Hotel” Bill e Tom Kaulitz são os novos treinadores na cadeira dupla da 13ª temporada de “The Voice of Germany”, descrevem-se como “Team Great” e iluminam o ambiente com uma dança espontânea.
Em dupla entrevista exclusiva à TV DIGITAL, os irmãos revelam tudo sobre o trabalho no programa de talentos, o maior desafio da carreira, um possível retorno à Alemanha e a candidatura ao “Tatort” (é tipo um CSI Alemanha).

TV DIGITAL: Como novos treinadores do “The Voice” vocês já vivenciaram todos os talentos durante as “Blind Auditions”. Qual foi o seu destaque?

Bill Kaulitz: Um destaque especial é sempre quando todos os cinco treinadores se voltam – e lutam entre si por um talento. No decorrer das “audições às cegas” as “campainhas de quatro vias” soaram várias vezes – e realmente doeu quando não conseguimos um talento. E claro que também houve destaques musicais. Por exemplo, fiquei particularmente impressionado com as audições dos nossos cantores clássicos – e especialmente com a da Alina, que nos escolheu.

Tom Kaulitz: Outro destaque foi o Mark, que já estava no “The Voice Kids”. Ele é um grande talento com uma super voz. Há aquele momento insano em que você se vira e vê alguém de 17 anos e não consegue acreditar.

TV DIGITAL: Como você quer ajudar seus talentos a lidar com a pressão, a atenção e a crueldade da indústria musical?

Bill Kaulitz: Tentando construir um relacionamento amigável com nossos talentos e dando-lhes muito – por exemplo, repassando que pessoas como nós, que realmente se preocupam o tempo todo e em todos os lugares, ainda se divertem e as criticas às vezes refletem porque afinal temos boas pessoas ao nosso redor.

Tom Kaulitz: Isso mesmo, diversão é a palavra-chave. Mostramos aos nossos talentos que você nunca pode perder a diversão – e ensinamos a eles, em um ambiente amigável, que é preciso ter força e autoconfiança.

Bill Kaulitz: Exatamente, você tem que aprender a se levantar continuamente. E o bom humor é simplesmente contagiante.

TV DIGITAL: Tom, Bill já lançou sua biografia “Career Suicide”. Quando sua biografia será lançada?

Tom Kaulitz: Ainda não tem data de lançamento, mas tem um nome.

TV DIGITAL: Qual será?

Tom Kaulitz: “Minha visão das coisas.”

TV DIGITAL: Olhando para trás, qual foi o maior desafio da sua carreira? E como vocês administraram e dominaram?

Bill Kaulitz: O maior desafio foi definitivamente o fato de sermos estrelas infantis. Tom e eu começamos quando tínhamos 15 anos e em breve faremos 34. Quando começamos, as estrelas infantis não eram uma coisa neste país, mas nos reinventarmos e sermos diferentes já era algo comum na América. Naquela época, ouvíamos constantemente que éramos muito americanos – e muito visuais – para a Alemanha. Mas, na verdade, estávamos um pouco à frente do nosso tempo, porque naquela época não era comum os meninos usarem maquiagem e nem tê-las. Basicamente, o nosso maior desafio é que muitos alemães ainda pensam que temos 15 anos e nos associam à banda que cantava “Durch den Monsun” naquela época. Crescer e encontrar uma maneira de as pessoas permitirem que você mude e evolua é realmente o nosso maior desafio. Claro, ainda não pareço ter mais de 20 anos (risos).

TV DIGITAL: Como vocês descreveriam seu relacionamento como irmãos? Como gêmeos, vocês têm um sexto sentido? Vocês sabem tudo sobre o outro? Guardam segredos um do outro?

Tom Kaulitz: Não, não temos segredos.

Bill Kaulitz: Nenhum. Não há nada que eu tenha escondido do Tom ou não tenha dito. E se for esse o caso, com certeza contarei a ele um ou dois dias depois, no máximo.

Tom Kaulitz: E no que diz respeito ao sexto ou sétimo sentido, temos mesmo uma verdadeira conexão gêmea. Não é um mito, realmente existe.

TV DIGITAL: Dê um exemplo…

Bill Kaulitz: Às vezes olhamos um para o outro e podemos ler a mente um do outro.

Tom Kaulitz: Esse foi o caso no “The Voice”! Por exemplo nas batalhas, se deveríamos escolher alguém. Nestes momentos importantes não tivemos que combinar. Nós apenas olhamos um para o outro e sabíamos o que o outro estava pensando. Podemos transferir pensamentos e até terminar frases um para o outro.

TV DIGITAL: Qual foi o exemplo mais maluco desse sétimo sentido gêmeo?

Bill Kaulitz: Em 2010, quando sofri um grave acidente de carro…

Tom Kaulitz: Exatamente, eu senti isso na época. Eu estava deitado na mesa de massagem, algo bastante incomum para mim, e de alguma forma tive a intuição de que precisava ligar para o Bill e dizer pra ele dirigir com cuidado. Normalmente eu nunca me comportaria assim, porque é isso que uma mãe faz. Mas então, instintivamente, eu levantei mesmo assim, liguei para o Bill e pedi que ele se cuidasse. Bill deve ter ignorado, é claro, mas meia hora depois sofreu um grave acidente.

Bill Kaulitz: De fato foi na verdade paranormal. Mas sonhamos a mesma coisa desde a infância. Porque às vezes nos levantamos e contamos um ao outro o mesmo sonho. Hoje ainda acontece às vezes – e quando temos pesadelos, também acontecem nas mesmas noites.

TV DIGITAL: Vocês dois moram em Los Angeles. Vocês podem teoricamente imaginar voltar para a Alemanha? Ou vocês vão ficar lá para sempre?

Tom Kaulitz: Amamos Los Angeles, é a nossa casa. Moramos lá há 14 anos, construímos nossas vidas lá e passamos nossa vida adulta lá. Mudar novamente não está nos nossos planos.

Bill Kaulitz: E não da pra esquecer que nós viajamos muito com a banda por causa de turnê. Por exemplo, acabamos de fazer uma turnê por toda a Europa – e agora ficamos mais tempo em Berlim para filmar o “The Voice of Germany”. Dessa forma, conseguimos o melhor dos dois mundos. Mas o centro das nossas vidas, das nossas casas e dos nossos corações está em Los Angeles. E de verdade, eu não creio que Los Angeles seja tão tipicamente americana. Ele une todas as metrópoles do mundo porque lá existem todos os tipos de bolhas sociais.

Tom Kaulitz: É claro que escolhemos um local onde todos podem atuar e se divertir. Quase ninguém nasceu em Los Angeles, todo mundo vem lá simplesmente para viver o seu sonho. Nesse sentido é uma cidade internacional e animada, mas ao mesmo tempo muito tranquila. Vivemos muito isolados lá.

TV DIGITAL: Boa sugestão. Como vocês protegem sua privacidade?

Bill Kaulitz: Tom e eu somos muito abertos. Gostamos de contar nossas histórias e gostamos de conversar. Já temos nosso podcast há um ano e meio e ele comemora seu segundo aniversário em setembro. Somos verdadeiros tagarelas, então o The Voice certamente tem muito o que analisar. Os criadores provavelmente não perceberam o quanto podemos realmente falar. Vamos ver se conseguimos tornar os moderadores desnecessários.

Tom Kaulitz: (risos) Exatamente, os moderadores não são mais necessários. Quanto à nossa vida pessoal, embora amamos muito o nosso podcast e sejamos muito abertos sobre ele, é claro que também temos vidas privadas que mantemos em segredo e não mostramos nas redes sociais. Felizmente, agora todos podem decidir por si mesmos o que mostrar e o que não mostrar.

TV DIGITAL: Que conselho você daria aos seus talentos em relação à privacidade?

Bill Kaulitz: Ser aberto é o melhor método. Porque assim que você esconde alguma coisa, você imediatamente fica vulnerável. E claro, para ser autêntico! Esse sempre foi o nosso lema ao longo da nossa carreira – inclusive dentro da banda. Cada um de nós permaneceu como é. Gustav, por exemplo, sempre se sentia incomodado durante as entrevistas. Pessoalmente, me sinto mais confiante com roupas chamativas e boas apresentações. É importante ouvir seus instintos.

Tom Kaulitz: Absolutamente. Alguns artistas ficam sobrecarregados com entrevistas. Aconselho eles a não dar, mas a retirar um pouco. Outros – como Bill e eu – têm um podcast e falam com relativa liberdade sobre suas vidas. Realmente depende de cada pessoa.

Bill Kaulitz: Dar menos entrevistas também tem as suas vantagens. (risos)

Tom Kaulitz: Sim, você tem mais tempo livre nesse momento.

TV DIGITAL: Vocês tem os talentos mais diversos e deslumbrantes em sua equipe? Ou eles são distribuídos para todos?

Bill Kaulitz: Bem, acho que Shirin também tem uma equipe muito legal – com participantes realmente bons.

Tom Kaulitz: Temos um pouco de tudo – do clássico ao rock, ao pop e ao country, está tudo lá. Musicalmente somos muito diversos.

Bill Kaulitz: Exceto Schlager, não temos isso. Mas por outro lado, temos quase tudo a bordo – incluindo a grande Alina, que nunca pensamos que ela iria querer juntar-se à nossa equipe. Não sabemos exatamente o que fazer com ela já que não somos da área clássica, mas aceitamos o desafio.

Tom Kaulitz: Acho que essa também é a beleza do “The Voice”: depois de todos esses anos, você ainda está prestes a ter novos desafios. Também é uma experiência emocionante para nós. Aliás, não encaramos isso levianamente porque sabemos que as pessoas talentosas esperam algo de nós e querem ser desafiadas. Nesse aspecto, realmente temos que pensar sobre isso.

TV DIGITAL: Você já adquiriu alguma experiência em júri. Você esteve no “DSDS”, depois duas vezes como convidado no “GNTM”, depois uma vez no “Queen of Drags”, Bill. É uma pena que isso não continue?

Bill Kaulitz: Sim, é uma pena. Eu gostaria de continuar. Infelizmente, a pandemia frustrou nossos planos. Mas eu estaria lá novamente num piscar de olhos se a oportunidade surgisse.

TV DIGITAL: Só Heidi participa em ‘Die Bergretter’ ou você também, Tom?

Tom Kaulitz: Apenas Heidi. Estou planejando o futuro, por assim dizer, e espero um dia assumir o protagonismo.

TV DIGITAL: Então expulsaria o Sebastian Ströbel?

Tom Kaulitz: Não, porque gosto muito do Sebastian. Ele é um cara incrivelmente legal, assim como toda a equipe. Eu estava vendo a filmagem e sou um verdadeiro fã de “Bergretter”. É por isso que eu não diria assim agora. Mas quem sabe um dia haverá um spin-off de “Bergretter”.

Bill Kaulitz: Tom e eu preferiríamos ser “detetives de cena de crime”. E isso parece muito promissor, já podemos revelar isso.

TV DIGITAL: Vocês são fãs do Tatort?

Bill Kaulitz: Não. Mas ouvimos dizer que os fãs alemães adoraram. Então pensamos: “Por que não?”

Tom Kaulitz: Definitivamente somos fãs do crime.

Bill Kaulitz: Sim, e sou uma espécie de investigador amador. Na verdade, Tom e eu sempre quisemos ser policiais. E como isso não é mais possível na vida real, pensamos que poderíamos pelo menos tentar na TV.

TV DIGITAL: Isso significa que se a ARD ler esta entrevista e chamar, vocês diriam sim?

Tom Kaulitz: Claro. Estaríamos lá imediatamente.

Bill Kaulitz: E mesmo que não funcione com um papel como novo detetive, a “Tatort” de Bremen poderá um dia nos trazer para um caso especial. Minha amiga Jasna Fritzi Bauer atua lá. Estamos muito interessados nisso.

TV DIGITAL: Quais são seus próximos projetos depois do “The Voice”?

Bill Kaulitz: Estamos planejando uma turnê pela América Latina em 2024 com o Tokio Hotel – e uma turnê maior pela Alemanha ou outra turnê europeia. E no que diz respeito à novas músicas, lançaremos músicas junto com outros artistas este ano.

Tom Kaulitz: E no próximo ano provavelmente trabalharemos num novo álbum dos Tokio Hotel. Este é o nosso sétimo álbum. Todas as coisas boas vêm em sete, certo?

Bill Kaulitz: Definitivamente faremos muita música e nos apresentaremos ao vivo este ano. E é claro que queremos vencer primeiro no “The Voice”.

Pergunta final: os rumores sobre o novo programa da Netflix sobre vocês é verdade? Baseado em Kaulitz Hills?

Kaulitz: Sem comentários (risos).

A nova temporada do “The Voice of Germany” começa em 21 de setembro de 2023: o programa poderá ser visto na Alemanha no ProSieben às quintas-feiras e no SAT.1 às sextas-feiras – às 20h15.

07.05 Festival OMR, Alemanha

18.07 Festival DEICHBRAND, Alemanha

23.07 Festival ZELT MUSIK, Alemanha

30.08 Festival SEASIDE, Suiça

31.08 Festival SUMMERDAYS, Suiça

HOST BY FLAUNT NETWORK | DMCA | PRIVACY POLICY